Saúde mental dos professores na pandemia

Como cuidar da saúde mental dos professores na pandemia

Comunicação Escolar

Crises de ansiedade, se sentir incapaz, medo da exposição e tantos outros sentimentos negativos foram sentidos pelos professores desde o início da pandemia. A rapidez com que tudo precisou mudar acabou afetando as estruturas emocionais de muita gente e foi preciso voltar a atenção para a saúde mental dos professores durante a pandemia.

Num primeiro momento, a comunidade escolar se viu forçada a adotar o ensino remoto e, de repente, os professores estavam habitando as salas das residências dos alunos. Com o passar do tempo, o ensino híbrido se tornou uma realidade e o professor se viu tendo que cuidar de duas salas de aula diferentes ao mesmo tempo: os alunos que estavam em casa e daqueles que estavam presencial.

Como cuidar da saúde mental dos professores?

Alunos da psicologia da USP de Ribeirão Preto desenvolveram uma cartilha com o objetivo de auxiliar os professores a cuidarem da saúde mental nesse período pandêmico. Você pode conferir a cartilha completa clicando aqui, mas também separamos alguns pontos importantes, que podem nos ajudar a cuidar das nossas emoções:

  1. Aceite: emoções como tristeza, solidão, angústia, raiva, ansiedade e frustração têm sido comuns. Essas reações são adequadas a esse contexto. Uma vez que perdemos tanto do que nos era importante, faz sentido que sentimentos desagradáveis apareçam.
  2. Atenção: o problema é quando essas reações podem acabar alcançando níveis muito altos e difíceis de controlar, atrapalhando a realização do trabalho, os cuidados com a casa, o tempo para a família e o nosso tempo pessoal.
  3. Estabeleça limites: é comum a queixa de que os professores não conseguem se desligar do trabalho. Não existe mais o deslocamento para o local do trabalho, nem o sino de entrada e de saída da escola. Uma alternativa para se adaptar frente a essas dificuldades é dividir tempos e espaços específicos para atividades específicas.
  4. Cuidado pessoal: não se esqueça que seu cuidado pessoal também é fundamental no bem estar e saúde em geral. Manter o sono adequado, comer equilibradamente, se exercitar e beber água colaboram para uma vida saudável e produtiva. A meditação também é uma boa forma de se conhecer e lidar com suas dificuldades.
  5. Busque ajuda: lembre-se que você sempre pode contar com a ajuda de um profissional da psicologia caso queira ou sinta necessidade. Não há vergonha nenhuma nisso!

Saúde mental dos professores: leitura complementar

Enfrentando o problema

A Escola SER, de Campinas (SP), registrou vários episódios que indicavam que a saúde mental dos professores estava abalada. “Mais do que as reclamações em si, observamos comportamentos que indicavam a fragilidade mental e emocional dos profissionais da educação”, relatou a diretora educacional, Vânia Bueno Frau.

Segundo a diretora, a direção e coordenação da escola atendem imediatamente às demandas do corpo docente, apoiando suas ações e entendendo suas necessidades. A Escola SER ainda conta com uma psicóloga à disposição da equipe, tanto para acolhimentos de ordem particular quanto para orientações em torno dos relacionamentos dentro da escola.

Para Vânia, o caminho para enfrentar essa situação é a escuta ativa. “Não dá para olhar apenas para o próprio umbigo, é preciso ceder e enxergar além de só receber. Com o tempo, os nervos vão se acalmando e a gente vai respirando mais suavemente”, pontuou.

Para se inspirar

Sua escola também está tendo problemas em lidar com a saúde mental dos professores? Quem sabe essa ação que a SER realizou com os docentes pode te inspirar:

A ação aconteceu ao final do 1º bimestre no dia da reunião de pais. No começo do dia, a coordenação e direção enviaram mensagens de entusiasmo para oferecer doses de carinho aos professores. Ao longo do dia, os profissionais da direção se dividiram para levar nas casas dos professores um presente e uma pizza, convidando toda a equipe para jantarem “juntos”. “Ou melhor, ao mesmo tempo e cada um na sua casa”, ressaltou Vânia.

No horário marcado, toda equipe da escola se reuniu virtualmente e assistiu a uma live no YouTube personalizada para esse momento. Assista:

Saúde mental dos professores: conteúdo de apoio

“Foi um evento incrível e realmente passou a mensagem que esperávamos: ‘estamos cuidando de vocês, pois vocês são importantes para todos nós’! Na escola SER há sempre uma palavra de acolhimento, uma atitude de carinho e compreensão, pois ali sabemos que juntos somos infinitamente mais, disse a diretora Vânia.

Estamos vivendo um momento desafiador para as escolas, mas como vimos com criatividade, carinho e escuta é possível superá-los. Cuidar da saúde mental dos professores é muito importante nesse momento, mas não apenas isso. Para te ajudar a superar todos os obstáculos, reunimos em um e-book as 3 coisas capazes de manter a escola funcionando mesmo em tempos desafiadores, confira aqui.

Leia também