cultura digital na escola

Cultura digital na escola: o que é e como ir além da sala de aula

Comunicação Escolar

Smartphones, tablets, computadores, notebooks... Esses aparelhos são considerados vilões por muitas famílias que veem seus filhos “grudados” às telas todos os dias. São inevitáveis frases como: “meu filho não larga esse celular”, “na minha época a gente conversava”, “professor dava aula e não estudava com os alunos”. Mas os tempos mudaram e nós mesmos, adultos, passamos grande parte dos nossos dias conectados e aprendendo com os mais novos.

Vivemos na era digital! E a melhor forma de lidar com tecnologia é usá-la como a grande aliada que é, capaz de melhorar nossas vidas e a de nossos filhos, quando bem usada.


Cultura digital: o que é?

Cultura digital é o conjunto de práticas, costumes e formas de interação social realizadas por meio de recursos tecnológicos, com base na internet. Os meios eletrônicos mudaram a forma de nos relacionarmos uns com os outros, criando muitas possibilidades que antes não existiam, como fazer comunicação online, eliminando antigas barreiras de tempo e de espaço. 

No universo da educação, a cultura digital consiste em usar a tecnologia como ferramenta, para melhorar de forma geral o serviço entregue pela instituição de ensino, da educação dos seus alunos ao relacionamento com os responsáveis por eles. Um dos grandes benefícios da cultura digital na escola, por exemplo, é inserir os estudantes em uma rede, não limitando o aprendizado a professores em sala de aula. Os benefícios que a cultura digital trouxe para a educação são imensos!

A importância da cultura digital nos relacionamentos

Imagine a dificuldade que a escola tinha de se comunicar com os pais de alunos - e vice-versa - quando não existia celular? Muitos responsáveis sentem até arrepio só de pensar nesse antigo cenário. Para pais e mães, ter informação rápida e constante sobre seus filhos é essencial para suas ansiedades. Hoje, a tecnologia garante que isso seja feito de uma maneira muito simples e eficiente, por meio de aplicativos de comunicação escolar.

“Vivemos em uma era de medos e de ansiedades generalizados. A melhor forma de apoiar mães e pais que têm cada vez mais receios é com informação rápida e verdadeira. Isso gera muita segurança”, diz Vahid Sherafat, CEO e co-fundador da Classapp, aplicativo de comunicação escolar usado em mais de 600 escolas brasileiras.

Os apps, como o Classapp, garantem não só facilidade na troca de mensagem, mas a possibilidade de enviar fotos, vídeos, divulgação de relatórios, realização de enquetes, envio de feedbacks, autorizações, lembretes, solução de questões burocráticas, de pagamento, matrículas... A comunicação da escola com a família agora cabe na palma da mão, e se tornou ferramenta importantíssima tanto para a retenção de alunos quanto para a captação de novas matrículas. E de um jeito muito mais seguro e eficaz do que grupos de Whatsapp. Afinal, se precisamos estar cada vez mais conectados com o mundo, imagine quando se trata de nossos filhos...

Aplicativos de comunicação escolar  

“Ficou claro que o mercado educacional precisava de soluções de comunicação apropriadas à sua realidade”, diz Vahid Sherafat, CEO e co-fundador da Classapp. “E os aplicativos são a prova clara disso.” Vahid conta que um dos grandes desafios ao criar o app, em 2014, foi manter a qualidade do relacionamento cara a cara entre a escola e a família. E que a empresa conseguiu criar uma solução que aprimorou esse relacionamento, gerando ainda maior engajamento e participação dos pais na vida escolar de seus filhos do que antes.

Os aplicativos chegaram para dar fim à morosidade das agendas de papel, assim como o “esquecimento de mostrar e ler mensagens”. Os apps acabaram também com os ruídos que aparecem constantemente em grupos de redes sociais. A comunicação passou a ser feita de forma rápida, transparente e eficaz.

A Cirandarte, escola de educação infantil em Guarulhos (SP), trabalha com crianças de 4 meses a 5 anos. A coordenadora pedagógica da instituição, Janaína Leal Pontes, explica que, para os pais de crianças dessa idade, é fundamental saber detalhes da rotina de seus filhos, como troca de fraldas, alimentação ou sono. 

A escola encontrou no Classapp a ferramenta que buscava, capaz de reportar com detalhes o dia a dia dos alunos, com relatórios personalizáveis ou gerais (que economizam muito tempo dos professores).

“As famílias tinham dificuldade em entender o que as crianças faziam durante o dia, existia aquela história de “mas só brincou?”. Com os relatórios no aplicativo, nós conseguimos enviar imagens das atividades e fundamentar o quanto elas ajudam para o desenvolvimento das crianças. Isso aproxima muito as famílias da escola.”

A cultura digital sob o olhar dos alunos

Desde agosto de 2015, o Colégio Albert Sabin, na capital paulista, utiliza o aplicativo Classapp. No início, a receptividade do app não foi nada boa pelos alunos do ensino médio, que viam na ferramenta um jeito de serem controlados o tempo todo. Mas, em pouco tempo, essa percepção mudou. Eles passaram a ter no aplicativo um forte aliado, recebendo lembretes de datas do vestibular, material a comprar para estudos, cronograma de provas, manuais de vestibulares, simulados, data de feiras de profissões... 

Tudo o que eles precisavam saber estava finalmente em um só lugar, e com acesso muito simples. Com o sucesso entre os alunos mais velhos, a escola passou a usar o aplicativo também na educação infantil e fundamental.

Quer saber como o ClassApp pode ajudar? Clique aqui e conheça todas as funcionalidades!


Leia também