5 dicas para deixar a tarefa escolar mais atrativa

Comunicação Escolar

Manter as crianças interessadas em algo por muito tempo é um desafio enfrentado por todas as famílias, principalmente quando se trata da tarefa escolar. Isso porque, muitas delas veem as atividades educacionais como uma obrigação monótona e cansativa, o que resulta no desenvolvimento de certa resistência para cumpri-las.

Essa é uma situação comum que também pode gerar certo estresse no ambiente familiar e vir a prejudicar o progresso do aluno na sua jornada pedagógica. Diante desse cenário, é preciso que pais e responsáveis criem algumas estratégias para tornar a tarefa escolar mais atrativa. 

Confira algumas dicas que a escola e professores podem compartilhar com pais e responsáveis!

Estabelecer um ambiente adequado

A primeira coisa que a realização da tarefa escolar requer é concentração. Assim, para se extrair o melhor da criança no momento da tarefa, é preciso dispor de um ambiente livre de distrações como brinquedos, televisão, games e outros. 

A criança deve entender que o momento do dever de casa é uma responsabilidade que também pode ser prazerosa. Por isso, é necessário preparar um espaço de estudos com mesa e cadeira confortáveis, boa iluminação, ampla ventilação e com fácil acesso aos materiais de consulta como computador, dicionário e material escolar.

Criar uma rotina

Um estudo da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, revelado no livro “O Poder do Hábito” do autor Charles Duhig, estima que mais de 40% das nossas ações diárias são hábitos. 

Por isso, determinar um horário do dia que será dedicado à lição de casa pode ajudar as crianças no desenvolvimento de um hábito saudável, ajudando a administrar o tempo. Além disso, essa prática pode evitar que a cobrança para cumprir a tarefa escolar seja recebida como uma atividade inesperada e desagradável por parte do estudante.

Dar suporte, mas não realizar as tarefas

Oferecer ajuda para realizar as tarefas escolares é diferente de fazer a atividade para a criança, algo que pode ocorrer diante da vontade de resolver os problemas e por fim ao momento de estresse quando há resistência por parte do estudante. 

Os pais devem saber o limite entre o suporte e a autonomia, deixando que a criança desenvolva seu raciocínio até completar todas as tarefas, mesmo que isso leve horas. O papel da família é ser um facilitador da jornada educacional dos estudantes, não o autor das tarefas. 

Proporcione intervalos quando necessário

O cérebro não funciona bem quando está cansado e isso também vale para as crianças. Por isso, quando ela estiver envolvida em uma atividade mais longa ou complexa, sugira que os pais dêem um momento de pausa para desanuviar a mente, seja para respirar ao ar livre ou comer um lanche. 

Ao retornar, a energia das funções cognitivas estarão renovadas, influenciando no melhor desempenho para realização das tarefas e menos aborrecimentos para terminar a lição de casa.

Envolver-se com a tarefa escolar

A participação da família nas atividades escolares é essencial para o bom desempenho da criança dentro e fora das salas de aula. Isso porque, a forma como os pais lidam com o desenvolvimento escolar do filho influencia no interesse da criança. 

A partir do momento em que há um interesse dos responsáveis sobre os assuntos tratados em cada dia de aula e as tarefas que devem ser realizadas em casa, a criança entende que aquilo é algo significativo e busca mostrar cada vez mais as novidades encontradas na sua rotina escolar. 

Além disso, o acompanhamento e participação constante da família são capazes de afastar a ideia de que a tarefa de casa é uma obrigação chata no dia a dia.

Quer conhecer mais soluções para melhorar o rendimento da tarefa escolar dos alunos? Faça o download do e-book 3 dicas para aumentar o engajamento dos alunos e fique por dentro de práticas efetivas para aplicar na sua escola.

Leia também