Os riscos da agenda física na pandemia

Comunicação Escolar

A tradicional agenda de papel foi, por muito tempo, a forma mais eficaz da escola se comunicar com as famílias. Por meio dela, os professores compartilhavam as atividades que os alunos deveriam fazer fora da sala de aula, contavam aos pais como tinha sido o dia do aluno (no caso do Ensino Infantil), relatavam se ele apresentasse algum comportamento incomum e até mesmo enviavam as solicitações para os passeios da escola eram enviados por ela.

Porém, não somente a popularização da tecnologia tem colocado as agendas de papel como itens ultrapassados mas a chegada da pandemia do coronavírus, no mundo todo, também colocou em xeque as comunicações que não são digitais por inúmeros motivos. Entre eles, acredite, é a saúde e o bem estar de todos. 

Por quê? Segundo a Organização Mundial da Saúde, evidências apontam que o vírus causador da Covid-19 pode se espalhar por meio do contato direto, indireto (por meio de superfícies ou objetos contaminados) ou próximo (na faixa de um metro), quando nos acercamos de pessoas infectadas e nos expomos, assim, a suas gotículas respiratórias. 

Atenta à saúde de seus colaboradores, alunos e responsáveis, Juliana Fadel, mantenedora da escola Fadelito, com 15 unidades localizadas em São Paulo, conta que adotou o ClassApp como um diferencial nesse período em que a possibilidade de contaminação indireta é algo preocupante. "A agenda de uma criança que fica o dia todo na escola é manuseada minimamente por quatro pessoas. Por isso, ter um elemento a menos, que não vai e vem da escola para casa é um ganho considerável para mitigar o risco de contaminação na nossa comunidade," ressalta.

Além disso, com a adoção das aulas híbridas e remotas, muitos alunos deixaram de estar presencialmente nas escolas, dificultando o uso da agenda tradicional de papel. Foi por esse motivo que muitas instituições passaram a buscar meios de comunicação digitais, para garantir que os comunicados fossem entregues aos responsáveis e que o relacionamento entre eles não se perdesse. Nesse sentido, três ferramentas aparecem como solução: WhatsApp, e-mail e aplicativo de comunicação especializado, como o ClassApp.  

Mas, por que a Juliana  e centenas de outros gestores optaram pelo app de comunicação escolar?

Veja algumas das razões:


1- Garantia de entrega e leitura da mensagem

No aplicativo de comunicação escolar, a escola consegue visualizar se a mensagem foi entregue e lida pelo destinatário, o que não acontece no WhatsApp e no e-mail. E isso pode ocasionar inúmeras dores de cabeça como pais “desinformados”, o afastamento dos responsáveis e até mesmo a evasão de alunos. Se você tem enfrentado um ou mais destes desafios clique aqui, converse com o nosso time e descubra como o ClassApp pode te ajudar.

2- Praticidade

São muitas as mudanças acontecendo ao mesmo tempo e professores, coordenadores e diretores estão sobrecarregados para conseguir dar conta de tudo. Por isso, a praticidade é fundamental.

O ClassApp contribui muito nesse sentido, uma vez que é pensado e atualizado constantemente para atender as necessidades das escolas. Rita Ferreira Felippe, coordenadora pedagógica do Colégio Dr. Paulo Cezar Queiroz Faria, conta o quanto a funcionalidade Enquetes tem facilitado o trabalho de toda equipe. 

Para que a escola pudesse se organizar para um possível retorno das aulas presenciais, era necessário realizar uma pesquisa com os responsáveis, para saber quantos tinham a intenção de retornar no sistema híbrido. A equipe, que anteriormente utilizava o e-mail como forma de comunicação com as famílias, ficou encantada com a facilidade de realizar e exportar os dados da pesquisa. Segundo Rita, o ClassApp é "extremamente funcional".

3- Privacidade 

O aplicativo especializado é a única solução que oferece para a escola um ambiente exclusivo, personalizado e privado. E isso faz toda a diferença, principalmente agora que vivemos momentos de sensibilidade e fragilidade em que cada família está enfrentando desafios únicos e lidando com eles à sua maneira. Por isso, resguardar a privacidade da comunicação torna-se um grande diferencial.

Essa privacidade também é essencial para resguardar os professores. Eles que passaram a estar, quase diariamente, na casa das famílias também necessitam de privacidade nos seus momentos de descanso. Por isso, no ClassApp, o número do telefone é visível apenas pelos administradores da escola, evitando contatos fora de hora e contexto, promovendo um relacionamento saudável entre escola e famílias.

Esses são alguns dos motivos pelos quais os gestores escolares optam pelo ClassApp na transição da agenda física para uma comunicação digital.

Como fazer essa transição na prática? Será que é possível realizá-la em meio ao momento turbulento que estamos vivendo? Baixe o Manual da Agenda Digital e descubra como realizar a transição, desde a implantação até as funcionalidades que estão ajudando as escolas a diminuirem a inadimplência.


Leia também